Culturas

Semente de café: a escolha certa para uma lavoura produtiva e rentável!

O Brasil é o maior produtor mundial de café há mais de 150 anos. Em 2020, a produção cresceu cerca de 25% em comparação ao ano anterior, com aumento de produtividade em 20%, o que resultou em mais de 61 milhões de sacas produzidas pelo agronegócio. O segredo para a alta produtividade e qualidade dos grãos deve começar antes mesmo do plantio, na escolha da semente de café.

 

A semente de café é responsável por levar à lavoura todo o potencial genético que irá se traduzir em plantas vigorosas, com alto grau de desenvolvimento, que apresentam taxa de crescimento maior, sistema radicular mais profundo e excelente qualidade final. Isso quer dizer que a escolha da semente certa faz toda a diferença para gerar alto desempenho na sua plantação.

O que observar ao escolher a semente de café?

Uma semente de qualidade implica em alguns requisitos necessários para que o produtor possa atingir alta produtividade e qualidade na sua plantação de café. Em primeiro lugar, sementes de café para comercialização devem possuir uma germinação mínima de 70% e grau de pureza em 98%.

 

No entanto, pesquisas de melhoramento genético e o avanço da tecnologia na agricultura permitiram criar sementes com maior grau de germinação. Ou seja, o ideal é buscar sementes que apresentem cerca de 90% de germinação. Além disso, existem outros fatores que você deve observar ao escolher a semente de café:

 

  • alto vigor;
  • resistência à doenças e pragas;
  • ausência de insetos vivos;
  • qualidade sanitária;
  • maior capacidade de adaptação às condições climáticas;

 

Ao escolher a semente de café, é importante que elas sejam adquiridas de órgãos e empresas credenciadas e que ofereçam garantia de qualidade da semente. Isso porque, antes de serem comercializadas, as sementes sempre passam por uma rigorosa análise pra atender todas as normas exigidas pela legislação. Como resultado, há maiores chances de obter uma lavoura produtiva, com alta qualidade e lucratividade.

Dicas extras para sua lavoura de café

Além de escolher sementes de qualidade, é importante observar outras práticas que ajudam a garantir uma lavoura produtiva. Confira algumas dicas que vão te ajudar nessa missão:

Cuidado ao escolher a variedade de café

 

Existe mais de um tipo de café. Algumas variedades produzem grãos de alta qualidade, mas são suscetíveis a doenças, enquanto outras são mais resistentes. Também há diferenças na quantidade de café produzido, no sabor dos grãos, capacidade de resistência às pragas, adequação para certos tipos de solo, dentre outras.

 

Essas diferenças genéticas devem ser apenas uma consideração na escolha de uma variedade. Por exemplo, o Robusta é geralmente mais resistente a pragas e doenças do que o Arábica , mas este último tem sabores mais desejáveis ​​e, portanto, um mercado maior com preços melhores, então a maioria dos produtores opta por cultivá-lo. 

 

A escolha da variedade afetará o manejo da fazenda, a quem o produtor comercializará seus grãos e influenciará o método de processamento usado. Portanto, a escolha da semente deve ser muito bem pensada!

Conheça o clima da sua região

O local onde você cultiva o café deve ser um fator importante na decisão de qual variedade produzir. Uma variedade pode ter um alto rendimento e ser procurada, mas ela se desenvolve em seu clima? Não adianta investir em uma lavoura que precisa de um ambiente relativamente fresco e seco se você mora em uma região quente e úmida. Caso contrário, sua lavoura não produzirá grãos de alta qualidade ou exigirá muito mais investimento para fazê-lo.

 

As exigências climáticas para o café arábica, por exemplo, são de temperaturas variando entre 18 e 22ºC e altitude entre 450 a 800 metros. Já o café robusta café robusta se adapta melhor a temperaturas de 22º a 26º C e altitude de até 450 metros. Precipitação anual de 600 a 1500 mm é suficiente para ambas as culturas, desde que bem distribuídas.

 

Faça análise do solo

Além de certificar-se de fazer uma pesquisa detalhada sobre o seu clima, incluindo precipitação, umidade e temperatura, você também pode usar técnicas de mapeamento de campo , como análise de solo, para avaliar quais variedades irão prosperar em sua terra e quais quantidades de fertilizante serão benéficas. 

Esse tipo de análise pode revelar que é melhor cultivar duas ou mais variedades em áreas diferentes da fazenda, ao invés de plantar toda a terra com a mesma variedade.

 

Fique atento ao mercado

 

É importante considerar as demandas do consumidor e seu próprio acesso ao mercado ao escolher uma variedade. Se você investir em cafés especiais, mas não tiver relacionamentos para vendê-los pelo preço certo, poderá perder. Da mesma forma, se não houver demanda para a variedade que você cultiva, ou se ela estiver em excesso, você pode ser forçado a vendê-la a preços abaixo do mercado.




Quer levar mais qualidade e produtividade para sua cultura de café? Com a Campanha Café Supreme você pode encontrar os melhores insumos para sua lavoura com condições exclusivas e diferenciadas. Acesse o Balcão de Negócios e encontre nosso consultor mais próximo de você!